Paulo Olivera

Daniel Gravelli
14 de fevereiro de 2018
Janaína Mendes
14 de fevereiro de 2018

Paulo Olivera

“A peça é um leve deleite a qualquer espectador, levando-o há uma atmosfera dócil, atemporal e rica na realidade da solidão e do prazer de um ser humano.”