Daniel Gravelli

Elisa Bernat
14 de fevereiro de 2018
Paulo Olivera
14 de fevereiro de 2018

Daniel Gravelli

“A peça é um grito de socorro dado por personagens presos em um limbo chamado realidade. É muito mais do que uma história de crime, obsessão e loucuras… É vida!”