fundo parallax
9 de maio de 2016
UM NOVO MOMENTO
29 de março de 2016
O atual cinema “fantasma”

Alguns dizem que basta sair filmando qualquer coisa para dizer que o cinema está evoluindo no Brasil. Mas, de fato, eu não concordo com essa “teoria”!

O cinema precisa evoluir de forma que seja visto por todos, onde os brasileiros tenham vontade de sair de casa e assistir um filme BRASILEIRO. Não basta apenas sair produzindo por aí sem ter um público. De que adianta? Você vai lá, gasta tempo, dinheiro e não tem quem veja o que você fez. Tempo perdido! Filme para os fantasmas verem.

Com tantos meios para que o cinema cresça e finalmente vire uma indústria, nós acabamos optando pelo caminho mais fácil, porém não o mais rápido. Viver de leis de incentivo, para quem consegue a primeira, o que pode levar muito tempo e muitas produções independentes, fica menos complicado emplacar uma segunda e terceira vez.

Mas, e quem não tem lei de incentivo? Senta e chora! Ou bota a mão na massa e faz acontecer! Essa é a opção mais escolhida, ou melhor, a única alternativa. E como exibir a sua arte depois de pronta? Se você não tem dinheiro para distribuir, primeiro coloque seu filme em festivais, depois tente vender para algum canal e se por fim nada disso der certo, coloque na internet. O público internauta é gigantesco, se você não ganhar dinheiro, pelo menos vão ver o que foi feito e você começa a ganhar credibilidade.

Muitas empresas e empreendedores vem crescendo dessa forma. Um grande exemplo disso é o Porta dos fundos, que começaram pela internet, soltando vídeos que vieram a conquistar um determinado público levando eles até um canal de Tv e agora a lançar um filme (apesar de hoje já ganharem leis para isso).

O importante é ser visto! Aquele ditado que diz: “Quem não é visto não é lembrado!”. É uma das maiores verdades que existem. Se ninguém te vê, quem vai saber quem é você?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *